meplus-ret-tm.png Respostas

Exercício

Gosta de jogar ténis ou golfe? Para si não há nada melhor que correr, fazer ioga ou nadar? Ter um estoma não o impede de manter a forma física, fazendo o que mais lhe dá prazer.

Com a autorização de um profissional de saúde, pode voltar a praticar os desportos e as atividades físicas que gostava de fazer antes da cirurgia. As únicas eventuais exceções são os desportos de contato (como boxe, luta livre ou futebol), devido ao risco de lesão no estoma, causada por uma pancada forte.

As pessoas que vivem com um estoma incluem maratonistas, alterofilistas, esquiadores, nadadores e muitos outros atletas amadores e profissionais. E, se não se exercitava antes da cirurgia, não há motivo para não começar agora.

De seguida apresentamos algumas dicas para retomar a prática de exercícios e outras atividades físicas:

  • Comece devagar devagar e siga seu próprio ritmo. Os seus músculos abdominais precisarão de um tempo para recuperar da cirurgia. O profissional de saúde pode dizer-lhe quando e como voltar a exercitar-se.
  • Escolha uma atividade que gosta e que possa fazer, pelo menos, três vezes por semana, com um mínimo de 30 a 60 minutos por sessão.
  • Para que tudo corra sem problemas, esvazie o saco antes de praticar a atividade física. Além disso, verifique se a placa está aderida, pelo menos, uma hora antes de ficar molhado ou ao iniciar uma atividade que fará com que transpire.
  • Os sistemas coletores são impermeáveis, mesmo para quem pratica natação.
  • Para nadadores: caso utilize um saco com filtro, não se esqueça de tampar o filtro com o adesivo disponibilizado na caixa dos sacos,  evitando assim que a água entre no saco. Não esqueça de remover o adesivo após a atividade aquática.
  • Quer relaxar numa sauna ou numa banheira de água quente? Não há qualquer problema, desde que o profissional de saúde o autorize. Coloque uma fita impermeável em torno do penso protetor cutâneo, isso pode ajudar a proteger a adesividade. Certifique-se que o saco está bem aderido.

Rob Hill retomou suas atividades físicas após ser ostomizado para preservar a saúde do seu coração. Rob mal conseguia subir um lance de escadas e tornou-se a primeira pessoa portador da doença de Crohn/com um estoma a escalar os Seven Summits (os sete picos montanhosos mais altos em cada continente) em apenas oito anosA.

Se quiser saber mais sobre as aventuras de Rob, ler outras histórias inspiradoras e até mesmo adicionar suas próprias vitórias, registe-se no programa me+.

“O nosso portal usa cookies e outras tecnologias para que nós e os nossos parceiros nos possamos lembrar de si e compreender como utiliza o nosso site. Aceda à nossa Ferramenta de Consentimentos de Cookies, conforme a vê em todas as páginas, para ver uma lista completa destas tecnologias e para nos comunicar se podem ser utilizadas no seu dispositivo. A continuação da utilização deste site será considerada como consentimento tácito.. Poderá bloquear e evitar os cookies. Veja como fazê-lo aqui: instruções

Saiba mais sobre a nossa política de Cookie